Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
AVIAÇÃO CIVIL

Tarifas aéreas em 2019: queda de 2,2% no quarto trimestre

:: :
  • Publicado: Sexta, 14 de Fevereiro de 2020, 18h34
  • Última atualização em Quinta, 20 de Fevereiro de 2020, 14h05

Número de passageiros transportados no mercado doméstico chegou a 95,3 milhões em 2019, 1,7% maior que em 2018

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) divulgou nesta sexta-feira (14) o Relatório de Tarifas Aéreas Médias Domésticas referente ao quarto trimestre de 2019, que apresentou uma redução de 2,2% no valor em relação ao mesmo período de 2018. A média das passagens efetivamente comercializadas foi de R$ 430,73. No mesmo período, o preço por quilômetro voado (Yield Tarifa Aérea Médio Doméstico Real) foi de R$ 0,3567, diminuindo 0,5% em relação ao 4° trimestre do ano anterior.

De janeiro a dezembro de 2019, 6,4% das passagens foram comercializadas com tarifas aéreas abaixo de R$ 100,00 e 46,1% abaixo de R$ 300,00. As passagens acima de R$ 1.500,00 representaram 1,5% do total.

Entre as principais empresas brasileiras, que representaram mais de 99,5% da demanda no quarto trimestre de 2019, observou-se redução em relação ao mesmo período de 2018 na tarifa média doméstica das empresas Azul (-7,2%, passando de R$ 527,31 para R$ 489,41) e Gol (-1,7%, passando de R$ 404,63 para R$ 397,70). A tarifa da Latam aumentou 6,8%, passando de R$ 399,14 para R$ 426,15.

CONTEXTO DO SETOR - No ano de 2019, a Tarifa Aérea Média Doméstica Real foi de R$ 420,87, com aumento de 8% em relação a 2018. O valor do Yield Tarifa Aérea Médio Doméstico Real variou 8,5%, fechando o ano com média de R$ 0,3581.

O mercado de transporte aéreo brasileiro passou por profundas mudanças em 2019, com a saída de uma grande empresa com participação de 13% do mercado, a entrada de novas empresas em rotas no aeroporto de Congonhas (SP) e a retomada da demanda e oferta do transporte aéreo a partir de outubro de 2019. No mercado doméstico, as empresas aéreas brasileiras transportaram 95,3 milhões de passageiros pagos em 2019, 1,7% a mais que o verificado em 2018.

Clique aqui e saiba mais sobre o relatório.

 

Assessoria de Comunicação da ANAC

registrado em:
Assunto(s): PASSAGENS , ANAC , AVIAÇÃO CIVIL

Notícias Relacionadas


Fim do conteúdo da página